h1

Andrea Doria

24 maio, 2005

(Renato Russo)

Às vezes parecia que, de tanto acreditar

Em tudo que achávamos tão certo,Teríamos o mundo inteiro e até um pouco mais:
Faríamos floresta do deserto
E diamantes de pedaços de vidro.
Mas percebo agora
Que o teu sorriso
Vem diferente,
Quase parecendo te ferir.
Não queria te ver assim -
Quero a tua força como era antes.
O que tens é só teu
E de nada vale fugir
E não sentir mais nada.
Às vezes parecia que era só improvisar
E o mundo então seria um livro aberto,
Até chegar o dia em que tentamos ter demais,
Vendendo fácil o que não tinha preço.
Eu sei - é tudo sem sentido.
Quero ter alguém com quem conversar,
Alguém que depois não use o que eu disse
Contra mim.
Nada mais vai me ferir.
É que eu já me acostumei
Com a estrada errada que segui
E com a minha própria lei.
Tenho o que ficou
E tenho sorte até demais,
Como sei que tens também.
 
AVC - Eu mesmo - Alguém

Comentários:

—————————————————-

[Fefa]

“Não queria te ver assim, quero a tua força como era antes. O que tens é só teu….” Muito bom!

25/05/2005 15:29

[Ma]

Gostei… gostei mesmo…

24/05/2005 21:14

[Ricky] [raqn.multiply.com]

“Mas percebo agora Que o teu sorriso Vem diferente, Quase parecendo te ferir. ” seu olhar se perdia (ou ainda se perde) no seu tempo, dentro de você. Abração!

24/05/2005 11:45

[Trotta]

“Quero ter alguém com quem conversar, Alguém que depois não use o que eu disse contra mim”… gênio!

24/05/2005 11:20

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: