Archive for julho \29\-03:00 2005

h1

Template

29 julho, 2005

Template novo by Trotta´s the Greatest!

Agora texto novo nem rola!

Estou fazendo uma coisa que tava quase esquecendo o que era…

Trabalhar….

Comentários:
——————————————————

[Patty]
Gostei muito

09/08/2005 23:46

[Ricky]
Olha! Não gostei do Template! Está muito bem feito… mas tem muito sangue! Coitada da garota: teve que se sujar inteira de tinta vermelha pra fazer o Template do Site! Abração!

01/08/2005 13:02

[Trotta]
Pô, ficou legal! 😀

01/08/2005 12:29

[Ma]
Gostei muito do template novo… pra variar, achei a imagem forte!!

01/08/2005 24:33

[Fefa]
Sempre me surpreende os templates novos, são fortes, cheio de personalidade! Gostei bastante! Agora tem que ter post novo!

30/07/2005 13:16

h1

Espelho

26 julho, 2005

Olhou no espelho…
Mas não se viu.

Então… Começou…

– Tudo bem?
– Não muito…
– Por quê?
– Por sua causa…
– Como assim?
– Você não me deixa!
– Sério?
– É velho querendo ainda viver…
– E o que você quer?
– Quero que você morra!
– Mas como? Por quê?
– Morre velho!
– Não me maltrate assim. Me deixa viver…
– Não! Seu tempo já passou.
– Mas ainda sou tão novo…
– Pare de se enganar!
– Ainda tenho tanto por fazer…
– Mentira! Quem têm sou eu!
– Mas por que eu tenho que partir?
– Para me dar a liberdade.
– Não podemos continuar juntos?
– Conforme-se!
– Não consigo!
– Solte-se!
– Não posso!
– Desprenda-se destas amarras.
– Mas quem é você? É a própria morte?
– Não. Sou o que você deve se tornar…
– Então o que sou?
– Você é a matriz… Mas Morte é requisito para a ressurreição (Nietzsche).

Comentários:
——————————————————-
[Cristina] [cristina-mind@uol.com.br]
“…estar perto dela nos aproxima da verdade de nós mesmos…só quem passou é quem sabe…não é Drigo ???” bj

02/08/2005 11:52

[Trotta]
Ei, não deveria ter um post novo e uma template nova por aqui?

29/07/2005 12:09

[Ricky]
A Morte pra mim eh como o Nascimento: é mais uma mudança.

28/07/2005 13:32

[Rodrigo] [rogger@pop.com.br] [http://rodrigo-fig.blog.uol.com.br/]
Na verdade a morte não é a morte do corpo… Mas morte no sentido de desligar-se de algumas coisas!

27/07/2005 16:20

[Ma]
Adoro seus diálogos loucos!! Surpreendem e fazem pensar!

27/07/2005 15:59

[Trotta]
Mmm… acho que não gostei muito desse texto, mas não sei por quê!

27/07/2005 14:54

[Fefa]
Mais um texto forte! Lidar com a morte ainda é mto difícil para mim, tenho medos que não sei explicar!

27/07/2005 12:19

h1

O Castelo Dos Destinos Cruzados

24 julho, 2005

Engenheiros Do Hawaii

Quando você me disse que não era nada
Daquilo que a gente sempre imaginou
Um vento frio soprou, uma janela bateu
Na noite escura da alma
Quando você me olhou daquele jeito
Que só você olhava
Um passarinho voou baixinho
Deixou prá trás tudo que acreditava
Quando as paredes e o teto cairam
Eu pensei que era o final
Mas era só o começo de um problema
Só um pesadelo normal
Lembra de mim, você me enlouquece
A cabeça diz que é besteira
Mas o coração não esquece
No castelo dos destinos que se cruzam no tempo
Ninguém liga se já foi ou se ainda pode ser
Uma criança que nasceu em 62
Uma mulher que eu conheci em 43
Os dias passam lentamente prá quem pensa nos dias
Semanas e semanas só pensando em você
O tempo pinga lento, dentro do meu talismã
Nas estrelas de centauro, hoje é o ontem do amanhã
Lembra de mim…
No castelo dos destinos cruzados
O viajante que chegou pode ser você
Eu fiz de tudo que eu pude para te esquecer
A morte vive aqui do lado só que a gente não vê
Uma pessoa que ficou perdida
Uma pessoa que caiu do céu
Uma pessoa que você já conhecia
Muito antes de nascer e que você perdeu

Atendendo ao pedido…

Melhor dizendo a cobrança…

PS: Dia 20 de agosto!

Comentários:
—————————————————
[Rodrigo] [rogger@pop.com.br] [http://rodrigo-fig.blog.uol.com.br/]
Não entendi como cobrança, apesar de ter bincado com isso… Fui sincero! Publiquei a letra q me bateu…

26/07/2005 17:47

[Patty]
Não foi uma cobrança…pena que vc encarou desta forma, enfim…não era isso que eu esperava de vc…rs…eu disse pra vc não se prender a resposta obvia…rs

26/07/2005 17:15

[Ma]
Achei a letra triste…

26/07/2005 16:49

[Fefa]
O problema não é o Engenheros, é o Humberto Guessinger….(nem sei escrever o nome dele)

25/07/2005 14:51

[Ricky]
Só vim pra comentar! E mandar um abraço bbbeeeemmm apertadinho pra todos os meus amiguinhos do coraçção (que coisa e VIADO! Foi mal!). Abração ae! Falô?!

25/07/2005 14:29

[Trotta]
Ah bom! Já nesse caso, nem vc consegue me fazer gostar de alguma vinda dos Engenheiros do Hawaii.

25/07/2005 12:24

h1

Canto para Minha Morte

22 julho, 2005

(Raul Seixas)

Eu sei que determinada rua que eu andei
não tornará a ouvir o som dos meus passos
Tem uma revista que eu guardo há muitos anos e que nunca mais eu vou abrir
Cada vez que eu me despeço de uma pessoa pode ser que essa
pessoa esteja me vendo pela ultima vez
A morte, surda, caminha ao meu lado e eu nao sei em que esquina
ela vai me beijar
Com que rosto ela virá?
Será que ela vai deixar eu acabar o que eu tenho que fazer?
Ou será que ela vai me pegar no meio do copo de uísque
Na musica que eu deixei para compor amanha?
Será que ela vai esperar eu apagar o cigarro no cinzeiro?
Virá antes de eu encontrar a mulher, a mulher que me foi destinada,
E que está em algum lugar me esperando Embora eu ainda nao a conheça?
Vou te encontrar vestida de cetim,
pois em qualquer lugar esperas só por mim
E no teu beijo provar o gosto estranho que eu quero e nao desejo,
mas tenho que encontrar
Vem, mas demore a chegar.
Eu te detesto e amo morte, morte, morte
Que talvez seja o segredo desta vida
Morte, morte, morte que talvez seja o segredo desta vida
Qual será a forma da minha morte?
Uma das tantas coisas que eu nao escolhi na vida?
Existem tantas… um acidente de carro.
O coração que se recusa a bater no proximo minuto
A anestesia mal aplicada.
A vida mal vivida, a ferida malcurada, a dor já envelhecida
O cancer já espalhado e ainda escondido, ou até, quem sabe
Um escorregao idiota, num dia de sol, a cabeca no meio-fio…
Oh morte, tu que es tao forte,
que matas o gato, o rato e o homem
Vista-se com a tua mais bela roupa quando vieres me buscar
Que meu corpo seja cremado e que minhas cinzas alimentem a erva
E que a erva alimente outro homem como eu porque eu continuarei neste homem
Nos meus filhos, na palavra rude que eu disse para alguem que nao gostava
E até no uisque que eu nao terminei de beber aquela noite…
Vou te encontrar vestida de cetim,
pois em qualquer lugar esperas só por mim
E no teu beijo provar o gosto estranho que eu quero e nao desejo,
mas tenho que encontrar
Vem, mas demore a chegar.
Eu te detesto e amo morte, morte, morte
Que talvez seja o segredo desta vida Morte, morte, morte
que talvez seja o segredo desta vida

Comentários :
————————————————————
[Patty]
Não comento mais…enguanto nõa ver uma letra que minh’alma se encante …me recuso a comentar… ps: tá fácil, muito fácil encantar, basta não cer a dica com cara de fim….’basta ser sincero e desejar profundo’.

23/07/2005 24:02

[Ma]
Raul é muito bom…

22/07/2005 15:15

[Trotta]
Pô cara, que bizarro! Eu não gosto de modernistas mas gostei daquela citação mais abaixo. Não gosto de Raul mas paguei um pau pra essa letra! Quer dizer, aposto que a melodia deve ser muito ruim, mas preciso rever meus conceitos, hehehe!

22/07/2005 12:26

RESPOSTA:
Não têm bem uma melodia! Ele mais recita! Mas rever os conceitos é sempre bom!!!

h1

Desmontando Cabeça

21 julho, 2005

desmontando_cabeca.jpg

Ideias espalhadas num mar de confusão!

Monta, desmonta refaz ou não…

Comentários:
————————————————
[Ma]
Gostei… acho que todos somos assim… idéias indo e vindo… Com reação ao novo template, gostei do fundo, de como ficou organizado as coisas…. agora a imagem da mulher com olho vermelho…. achei forte…

22/07/2005 15:12

[Fefa]
Coloca confusão nisso!

22/07/2005 15:03

[Trotta]
Não só idéias! Tá escapulindo até um pedacinho de ombro ali, coitado.

22/07/2005 12:27

[Patty]
Sinistro.

h1

Niver Ricky

20 julho, 2005

parabens_02.jpg
Arduo amigo guardo com carinho seu retrato.
Considero a sua estima um afago.
Aguardo sempre estasiado os nossos encontros.
Considero sua amizade um achado.
Lado a lado, nunca me sinto desprezado.
Caminhando orientado pelo laço.
Engraçado, estampado…

Ricardo! Meu mais sincero abraço!

Parabéns! Muitas felicidades e muitos anos de vida!!!

Comentários:
———————————————————
[Trotta]
AGORA eu li! Pô, ficou bonito mesmo! Muito legal! 😀

21/07/2005 17:51

[Patty]
Parabéns….muito brilho no teu caminho, Ricky.

21/07/2005 01:13

[Ma]
PARABÉNS RICK!!!!! Muitos anos de vida… e muitas felicidades para você hoje e sempre!!!!

20/07/2005 14:32

[Ricky]
Bode!! Num faz isso comigo não! 😀 Eu não sei como agradecer todo o seu carinho! Sempre! Obrigado por tudo! Por existir! Um grande abraço pra vc!

20/07/2005 12:18

h1

Mário

19 julho, 2005

mario_andrade.jpg

Comentários:
————————————————————–
[Fefa]
Muito bom o texto! É isso aí!

20/07/2005 18:35

[Trotta]
Ah, então quer dizer que vc joga sinuca toda quarta-feira e não me chama, né cidadão?

20/07/2005 11:12

RESPOSTA:
Opá! falha minha! toda quarta na Luis Gois! Em cima do supermercado Oba…

[Guto]
Mario de Andrade matou a pau.

20/07/2005 24:54

[Ma]
Muito bom, muito bom! E olha como tudo calhou: quarta-feira é dia de que? Da sua sinuca!! rs… acho que a semelhança não foi mera coincidência, né?

19/07/2005 13:13

[Trotta]
Pô, acho que esse texto é o primeiro que eu gosto, vindo de um modernista!

19/07/2005 12:54

h1

Charles Chaplin

18 julho, 2005

chpeu_botas.jpg
A vida é uma peça de teatro
que não permite ensaios.
Por isso,

cante, ria,
dance, chore
e viva intensamente
cada momento da sua vida.

Antes que a cortina se feche
e a peça termine
sem aplausos.

Comentários:
—————————————-
[Guto]
Talvez até ele mesmo tenha tido ou tivesse problemas. Ele viveu nos anos 30, 40, 50, não no século XXI, a era da ” perfeição ” 😛

21/07/2005 02:03

[Rodrigo] [rogger@pop.com.br] [http://rodrigo-fig.blog.uol.com.br/]
Mais ou menos … Ou como eu diria… 9 * fora… Algo assim têm me dado um desespero por fazer, viver e acontecer… Pena só que tá meio fora de controle! Será q é pena mesmo?!?

20/07/2005 12:07

[Guto]
Acho que precisava complementar o Chaplin: ” cante, ria, dance, chore e viva intensamente cada momento da sua vida. ” […] até que você cometa uma falha, daí a platéia irá começar a atirar os tomates […]

20/07/2005 24:56

RESPOSTA:
Um cara como Chaplin ainda consigiria inverter o jogo mesmo com tomates e fazer todos rirem e prestar atenção….

[Trotta]
Chaplin era um cara zultra-foda.

19/07/2005 12:55

[Ma]
Carpe Diem!!! Gostei da mensagem!

18/07/2005 17:11

[Fefa]
“Viver e não a vergonha de ser feliz…”

18/07/2005 13:57

h1

Reflexo e reflexão.

13 julho, 2005

Ela olhou no espelho.
Criatura imperfeita, fez sua careta.
Confirma a imagem.
Fala consigo mesma:

– Que foi você fazer?
– Por quê?
– Você sabe! Sabe muito bem o que fez.
– Ora vai! Você tava junto e bem que gostou.
– Gostar é uma coisa, achar certo é outra.
– Falso moralismo, comigo não, criança.
– Sabe muito bem que não é isso. Não fuja de você mesma.
– E se for isso que eu quiser?
– E é?
– Não sei… Pra falar a verdade, não sei…
– Por que não pára? Pede ajuda.
– Não preciso!
– Sério?!? Por isso está perdida?
– Não estou, não!
– Então onde você está?
– Aqui, ora pois!
– Aqui? Mas você só corre para o lado de lá!
– É que é bonito…
– Então fique lá!
– Mas lá, não é meu lugar.
– E onde é então?
– Aqui… Pelo menos eu acho.
– Então seja feliz aqui!
– Me falta algo…
– Pára com isso, vai! Você vai acordar ou não vai?
– Acordar de quê?
– Do sonho.
– Mas qual deles é sonho?
– Aquele que você deixar de escolher.

Comentários:
————————————————————-
[Ma]
Esses diálogos sõa realmente loucos… muito bom!

14/07/2005 09:56

[Fefa]
Essas conversas assim matam a pau mesmo! Mto bom!!!!

13/07/2005 17:53

[Trotta]
Sensacional! Mais um que matou a pau. 🙂

13/07/2005 15:31

h1

Copo de Água

12 julho, 2005

André Gide

Nós vamos ensinar você o fervor.
Nossos atos se prendem a nós,
como ao fósforo sua luz.
Nos consome
é verdade,
mas fazem nosso esplendor.
E se nossa alma valeu alguma coisa
é por ter ardido mais intensamente do que outras.
Vamos ensinar a você o fervor.
Uma existência patética.
Não a tranquilidade.
Ser tranquilo é ser trágico.
Eu não almejo outro repouso que o sono da morte.
Espero depois de ter exprimido nesta terra
tudo que havia em mim.
Satisfeito morreu completamente.
Desesperado por fazer ainda mais.
Nossa vida a de ser diante de nós
como um copo de água gelada.
O copo úmido nas mãos de quem
tem febre e quer beber,
e bebe tudo de uma vez.
Sabendo que devia guardar,
mas não podendo tirar dos lábios o copo delicioso.
Tão fresca é a água
e tão apaziguadora da sede.

Fonte: Provocações

Comentários:
—————————————————
[Cris] [cristina-mind@uol.com.br]
Drigo, Aquele dia lá no Terra Nossa eu senti bem essa sua mensagem que comento agora. Realmente estou com muita sede de viver, ainda bem que agora eu encontrei o copo certo. Agradeço vc e a “sua” Marília por terem prestigiado a banda Victória. Foi muito bom ter vcs conosco ! Bj Cris

11/08/2005 12:04

[Trotta]
O Provocações é da hora mesmo. Mas o link para a fonte ficou escondido! 😦

13/07/2005 15:34

[Ma]
Muito bom… muito provocador!! Esse é um programa que todos deveriam assistir…

12/07/2005 19:04