h1

Capitulo 1 – Parte 3

12 maio, 2006

– Nifadora Tonks, essa é uma grande amiga de escola: Mary Hallow. – Diz Lupin, sorrindo fracamente.
– Prazer em conhecê-la! – Diz Mary, sem muita convicção!
– O prazer é meu. O prazer é todo meu. Então… Sobre o que estavam conversando? – Retribui Tonks.
– Relembrando o passado. – Disse Lupin.
– Um passado muito feliz, diga-se de passagem. Certo Lu? – Disse Mary, encarando Tonks.
– Nossa Lu… Conta pra mim um pouco deste passado. – Disse Tonks ficando vermelha já.
Lupin, vendo onde a conversa iria chegar, resolve parar as duas antes que uma briga de verdade começasse.
– Como você já deve ter percebido, Mary – disse virando-se para ela – Tonks e eu… bem… E – agora olhando Tonks – Mary e eu fomos namorados no tempo de escola.
– Nossa! Que interessante! – Ironizou Tonks.
– Realmente! Bem interessante! Nós, quero dizer, eu e o Lu estávamos relembrando o quanto era gostoso passearmos juntos, eu estava dizendo o quanto gosto dele, essas coisas. – Disse Mary.
– E vocês se conheciam bem, eu suponho? – Retrucou Tonks, sem desviar os olhos de Mary.
– Muito bem! Ele sabendo meus segredos, eu sabendo o dele! Afinal, pra quem se ama não existe esta coisa de segredo, não é? – Replicou Mary, já se exaltando.
– Realmente! Senão como poderia ser, não é?
Lupin se retorcia na cadeira sem saber muito bem o que fazer; pela primeira vez na vida se via em uma situação da qual não fazia a menor idéia de como sair. Furtivamente, e se revezando, as duas lhe lançavam olhares de ódio, reprovação e indignação, enquanto se mediam e se comparavam, tentando uma descobrir o que a outra tinha a mais.
A lua já havia desaparecido a esta hora e, percebendo isso, Lupin viu sua saída.
– Mary veja a hora! Já vai amanhecer!
– Olha… e não é que é verdade? Vou entrar em contato com você depois, Lu! Preciso realmente falar com você! Mais do que nunca.
Mary se levantou foi até Lupin e lhe deu um beijo demorado e estalado no rosto. Virou-se para Tonks e disse:
– Tchau querida, até mais ver!
– Até! – Respondeu Tonks secamente.
Mary saiu apressada da estalagem. Como Lupin já previra, à medida que a porta se fechava, só foi possível ouvir um “clap”; provavelmente dela aparatando para longe do sol, deixando Lupin com uma Tonks revoltada e enciumada ao seu lado.

ps: Fim do Primeiro Capitulo!

Comentários :
————————————————————————
[Trotta]
Esse Lupin é meio pilantróvsky, hein!

16/06/2006 17:48

[Ricky]
Não queria ser o Lupin neste momento… Minhocas gordas na cabeça. Nunca passei por isso, deve ser muito difícil.

23/05/2006 24:02

[Má]
Dúvidas são minhoquinhas na cabeça….

16/05/2006 18:45

[Fefa]
Ela foi me passado, Tonks! Meu passado! Acho que falta um U no primeiro “me passado” não? Olha, tá ficando muito bom, hein? É nessa parte que fala da coleira, não achei que pegou mau, não! Bora…. beijos!

15/05/2006 21:11

[Claudia] [loucaporblog.blogspot.com]
Hum… se eu fosse a Tonks, colocava minhas barbas de molho…

15/05/2006 18:44

Anúncios

One comment

  1. minha personagem preferida e a tonks mas devo admitir ela ta virando CORNA!!!!!!!!!!!!!!!



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: