h1

Capitulo 4

17 maio, 2006

Desabafo de Amigo

A ansiedade já tinha tomado conta, não só dele, mas também de Tonks – ele sabia que ela estava apreensiva com a proximidade do encontro. Sabia que não poderia proibi-lo de encontrar Mary, nem tentaria fazer isso. Na verdade tinha mudado, aparentemente; decidira que atacar de uma outra maneira seria mais eficiente. Fazia questão, agora, de mostrar e demonstrar todo o carinho e amor que sentia por ele.
O que estava realmente surtindo efeito: ele já não sabia se deveria, ou mesmo se queria ir a este encontro. Estava tão feliz com Tonks…
Elas eram diferentes em muitos aspectos, a começar pelo físico. Mary não mudara muito do tempo de escola: continuava sendo loura, pálida, olhos castanhos, cabelo comprido e liso – mas rebelde – mas, principalmente, em comparação com Tonks, baixinha e fofinha. Já Tonks exibia um corpo fino e bem marcado, mais alta, sem contar suas caras e bocas (que não só divertiam, mas também alegravam) – desde o cabelo Rosa-Chiclete até as suas imitações de vovós jovens.
No comportamento, então, eram mais diferentes ainda: Tonks era muito arrojada e despojada no seu jeito de ser; e Mary, pelo menos no tempo de escola, era tímida e dependente.
Os dias passavam rápido, e, sem a Lua Cheia, a matilha meio que se desfazia., deixando Remus e Sirius com todo o tempo livre para conversar e discutir sobre. Tonks, como Aurora, ainda tinha suas obrigações com o ministério, deixando-os mais à vontade para poder conversar livremente.
– Sério, Aluado, nunca vou entender direito essa história.
– Por que? Não estou te explicando?
– Não conseguia entender nem na época de escola, vou entender agora? Você nos fez parar de atormentar a bolinha! E, dias depois, começaram a namorar! – E um sorriso malicioso brotou no rosto de Sirius,
– Olha, você tinha prometido.
– Tá bem, mas ela nem está aqui, então posso falar! Não estou faltando com minha palavra: tinha prometido que não a chamaria, na cara, de bolinha, mas só na cara.
Lupin deu de ombros, afinal se não tinha conseguido tirar este hábito do amigo quando eram jovens, imagina agora, então.
– Voltando ao assunto, como você pode querer trocar Ninfadora pela bolinha?
– E quem aqui falou em trocar?
– Ufa! Ainda bem, já estava imaginando se os efeitos da lua poderiam prejudicar sua mente permanentemente! – E riu abertamente!
– Bem, então eu já sei sua opinião. Nem sei por que fui contar isso a você!
– Sem segredos! Foi o que combinamos depois que você descobriu a verdade.
– Sim. Mas o porquê de, às vezes, eu sumir com Mary e o segredo dela não estão incluídos nisso. – E olhou desconfiado para o amigo.
– Tá bem, tá bem. Mas bem que eu gostaria de saber. – E o sorriso malicioso se fez novamente na face de Sirius.
– Posso lhe garantir, como até já fiz no passado, que não é nada disso que você está pensando.
– É, conhecendo você como conheço, certinho e correto, não sou de duvidar que não seja.
E os dois riram juntos. Como era bom ter de volta seu amigo. Mas estes assuntos não eram, realmente, para serem discutidos com Sirius – apesar de seu sucesso com as mulheres, ele nunca foi muito de levá-las a sério.

Comentários :
———————————————————————————
[Trotta]
Que Sirius mais malandrão, hehehe!

16/06/2006 17:45

[Má]
Torcer para a Mary?!?!? Naaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaoo! rs… Ah, Fefa, só por causa do cabelo rosa? rs…

17/05/2006 13:57

[Fefa]
Eita…agora vai! Olha esse Sirius…. Outra coisa que eu não poderia deixar de falar: Cabelo Rosa chiclete??? rsrsrs…já perdeu…rsrs…estou torcendo para a Mary!

17/05/2006 13:30

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: