Archive for julho \31\UTC 2006

h1

. . .

31 julho, 2006

Queria eu poder dizer o que acontece.

Que parte de mim foi que se perdeu.

No meio dos destroços estava latente e febril,

O que no campo de batalhe se partiu.

Mas a batalha nunca existiu

Armas e bombas só na minha mente

Farfalhar de ideais, explosões de imagens!

Visões do que nunca aconteceu…

Apesar de mesmo assim afetar

Ferindo o coração num assalto

Confundindo e enfraquecendo a vontade
Endurecendo e afastando a simplicidade.

(Sem muita inspiração… Então vai um antigo que achei sem querer…)

Comentários :
——————————————————————-
[cel] [roffi@uol.com.br]
Guerreiro… sua mente não pára… não se dá tempo…nem para se olhar para dentro de si mesmo…

10/09/2006 22:28

[Rodrigo]
Da confusão que ideias e vontade que é a minha cabeça mesmo! Essa foi a inspiração pra fazer e colocar este texto!

03/08/2006 16:26

[Trotta]
Que bonito! e fala qual foi a inspiração pra esse texto?

03/08/2006 13:59

[Ma]
Também estou sem inspiração… acho que estou de tpm… ontem, irritadíssima com as trocentas roupas que não secaram, com o frio, com a noite, com a chuva… hoje, uma tristeza sem fim… Logo você encontrará sua inspiração! Beijos!

31/07/2006 19:58

[Rodrigo]
I’m sorry to say that I don’t know what to write. I’d like to right some stuff of fun or some thing in this way. If do you want to, or know a story of mines and want me to tell it tell here and I’ll apply you!

31/07/2006 16:00

h1

Pergunta…

31 julho, 2006

Você acredita?

Não importa no que…

Por que têm que ter um que?

Só quero saber se você acredita!

Me responda sem piscar e sem esperar!

Anda vai!

Acredita ou não?

O que é que faz você acreditar ou não em alguma coisa ou alguém?

Esta é uma pergunta simples.

Por que você precisa pensar?

Para de tentar entender e simplesmente responde!

Acredita ou não?

Por que você fica, insiste em ficar se e me perguntando no que!

Eu não estou sendo especifico e nem você deve ser.

No que não me diz o que quero saber!

Só me responde porra!

Você acredita?

Comentários :
——————————————————————
[cel] [roffi@uol.com.br]
Acredito…que não sobrevivo sem vc…ùnica razão para meu ser… ou para meu sou…dentro de mim (Rita Lee).

10/09/2006 22:31

[Trotta]
Acredito, claro! Senão eu morro!

03/08/2006 14:06

[Ma]
PS: NÃO ABANDONEM O POST ABAIXO… QUASE NINGUÉM VIU…

01/08/2006 20:38

[Fefa]
Eu acredito, até que me provem o contrário!

01/08/2006 20:04

[Ricky]
PS2. Tem foto nova no fotolog! ricardula.nafoto.net

01/08/2006 15:05

[Ricky] [ricardula.nafoto.net]
E-U A-C-R-E-D-I-T-O!!!! Ps: Você é muito chato. Não consigo nem responder pq o seu texto não dá tempo para pensar! haiouah ioauhaoiu abração!

01/08/2006 15:04

[jujudeblu:::] [www.umclamor.blogspot.com]
Eu acredito. [o problema é quando não me acreditam… porque aí não cabe a mim, unicamente, esta crença] É fogo, camarada!

31/07/2006 20:46

[Ma]
Às vezes, sou muito bobinha e acredito em tudo o que me dizem… Outras vezes, não dou o braço a torcer… é difícil acreditar… vai do que eu (des) conheço sobre o assunto, vai do meu humor… e você?

31/07/2006 19:53

[Claudia] [loucaporblog.blogspot.com]
Geralmente eu acredito. Sou uma crédula mesmo. Muitas vezes me decepciono, porque algumas coisas não mereciam minha crença nelas… fazer o que… prefiro continuar a, por princípio, acreditar.

31/07/2006 16:37

h1

Eu não posso reclamar sabe!

21 julho, 2006

Comentando no Sotaques, me lembrei de quando era mais Jovem um pouco, adolescente mesmo… E olha…

O tanto que eu aprontava e curtia a vida não deixava em nada a desejar ao Ferris do filme.

Curti muito, aprontei mais ainda…

Histórias e mais histórias cobrem todo o meu passado!

Sempre cercada de irresponsabilidade, malicia e muita sorte!

Sim sorte, por que por mais inteligente que seja, como o filme mesmo mostra, um pouco de sorte não faz mal a ninguém. E miraculosamente sempre conseguia sair impune e o melhor muitas vezes sem ser descoberto das situações mais loucas possíveis.

E Modéstia à parte… Sucesso absoluto eu nunca tive, nem era esse o meu objetivo, mas jeito cativante e maroto ajudava em muito na hora de encarar as professoras e afins.

Fora que 40 Kg’s a menos me deixava muito mais sex, diga-se de passagem!

Tudo isso muito bem lustrado (peroba) no rosto, que aprendi a passar desde cedo, ajudava mais ainda na hora de negar a autoria das mais diversas peraltices!

Às vezes eu acho até que entendo os políticos sabe… O sentimento de cometer uma infração, passar perto de ser pego e sair impune e ainda com pedido de desculpas pelas desconfianças é muito bom!

Minha mãe que nunca foi boba e de certo modo até me incentivou neste caminho sabia muito bem o filho que tinha e se eu conseguisse argumentos bons o suficiente sempre escapava da bronca, mesmo ela sabendo da minha culpa ou não.

Mas no final do meu segundo grau já era quase impossível matar aula no período da noite sem esbarrar com minha mãe, por mais diversos e diferentes fossem os caminhos que eu tomasse.

O tempo passou e continuar peralta, malandro e por que não dizer sapeca, é minha maior meta. Lógico que muitas das brincadeiras pularam um nível e são bem mais adultas por assim dizer e muitas vezes mais maliciosas.

Mas a essência permanece, eu vou vencer o sistema, eu vou ser diferente e aproveitar tudo o que posso o quanto eu posso e por mais que eu possa!

Por que você pode perguntar, e eu respondo também! Só pelo prazer de curtir!
Eu quero viver curtindo a vida pra sempre. Todos os momentos.

Comentários :
—————————————————————————-
[rô] [roffi@uol.com.br]
Meu voto será sempre seu…

10/09/2006 22:26

[Rodrigo]
Tanks to you all! I’m glad that some of you see the things like me! I’m also happy that some of you do live like me!

31/07/2006 15:56

[Ricky] [ricardula.nafoto.net]
Eu pensava em curtir a vida (sempre no futuro, nunca no presente) e ao mesmo tempo tinha medo do que os outros iam falar. Depois da minha quase morte, eu vi que o minha vida podia acabar num estalar de dedos e que os outros se preocupam basicamente com o próprio umbigo e perdem o tempo com a vida alheia. Hoje posso dizer que estou vivendo pra valer… e lógico respeitando o próximo. Mas ainda quero potencializar mais e mais isso. Uma frase de minha autoria: “O presente é o futuro do passado” –> Se sempre projetamos nossa felicidade para o futuro… pq não a temos no presente?

27/07/2006 18:57

[Trotta]
Pra mim sempre faltou esse componente SORTE em situações assim!

25/07/2006 13:58

[Ma]
Acho que você está certo… A vida é curta e temos que aproveitá-la. Não consigo agir sempre assim… penso muito no lado da ética, da responsabilidade, no lado sério da coisa… Por isso combinamos… eu te dou um tiquinho de juízo, e vc me dá a irresponsabilidade… Te amo por isso! Beijos!

24/07/2006 19:26

[Claudia] [loucaporblog.blogspot.com]
Também tenho ótimas lembraças da minha adolescência. Hoje, brinco que, se meus filhos aprontassem metade do que aprontei, eu estaria doida. Mas, como posso saber se eles não estão aprontando? hahahahaha…

24/07/2006 18:11

[Fefa]
É verdade, conheço algumas das suas travessuras…. E sempre ouço um “Ah Fefa, por que não?” Mto bom! Continue aproveitando a vida e sempre sem prejudicar alguém realmente, isso é o mais legal!

21/07/2006 22:41

RESPOSTA:
Putz! vc tira toda a diversão assim!

[jujudeblu:::] [www.umclamor.blogspot.com]
Hahaha! Pois é… vc deve ser muito engraçado! hahahaha [num sei o que comentar! Puá!]

21/07/2006 18:21

RESPOSTA:
Tempo ao tempo! Logo vc já vai sabendo mais de mim! Vc têm um bom informante!

h1

Cursor

19 julho, 2006

Ele fica ai…

Piscando, a página em branco…

E ele ali piscando… Deve se divertir, na verdade acho até que… Às vezes posso ouvi-lo rindo…

Deve realmente ser um tanto quando engraçado ver um homem se debater em pensamentos tentando começar a escrever alguma coisa.

Às vezes ele até para de piscar um pouco, por que uma linha está sendo escrita…

Mas a idéia não era boa e volta ao ponto inicial se matando de tanto rir…

Nesta hora quase se vê uma gota de suor escorrer pelo rosto do homem, já não é mais questão de escrever ou não…

Passou a ser questão de honra… Pior do que não escrever é não escrever e se sentir vencido pelo cursor.

Maldito cursor. Por que ao invés de ficar ali, piscando, não passa uma idéia legal…

Umazinha que seja, afinal já foi usado tantas e tantas vezes, por tantas pessoas.

Só preciso de um começo, um primeiro parágrafo pra continuar daí…

Nem isso, uma idéia que seja, vai para de piscar e me escreve uma idéia, não custa nada ajudar alguém.

|

Mas ele continua… Ali, ímpio e implacável, piscando…

Não parece se compadecer com o sofrimento do homem. Na verdade o ignora completamente, eles que são tão íntimos… Já passaram por tantas coisas páginas e páginas percorridas. Não só de coisas pessoais, mas no trabalho também!

O que que custa neste momento de fraqueza ajudar a um amigo.

Implacável e malvada é a fúria desde maldito cursor que atormenta a mente daqueles que escrevem!

Pois só sua imagem perturba a folha branca enquanto a mente tenta desesperadamente se libertar e voar para o papel e essa imagem é a do cursor…

Comentários :
————————————————————–
[Rodrigo]
Obrigado a todos! Este texto foi peculiamente divertido de ler e escrever… Ficou bunitinho!

22/07/2006 03:15

[Claudia] [loucaporblog.blogspot.com]
Muito engraçado! hahahaha… dei boas gargalhadas, Carlinhos até veio ver o que eu estava lendo. Cá entre nós, esse cursor não vale nada, é um patife!

20/07/2006 23:08

[jujudeblu:::] [www.umclamor.blogspot.com]
Concordo com o Trotta, ficou muito bom o texto!!! Mas assim… essa coisa de escrever é meio que um vício… mesmo sem inspiração, o cursor fala com a gente, parece que ele nos seduz! (óooooooohhh! hehehehe)

20/07/2006 14:01

[Trotta]
Hahahaha! Tá ficando malandrão, hein? Assim que eu gosto, no melhor estilo Claquette de enrolar o espectador, hahaha! XD Pior que ficou muito legal o texto! Gostei mesmo! 🙂 Abraço!

20/07/2006 13:35

[Ma]
Ri lendo o texto, sabia? Achei divertido o texto e divertido imaginar a situação descrita… E, diga-se de passagem, o cursor te deu uma cômica inspiração!

20/07/2006 12:57

[Ricky]
Há! O cursor sempre fez isso comigo. É um danadinho mesmo!

20/07/2006 08:50

[Fefa]
Hihi! É horrível quando isso acontece mesmo, estar sem idéia e não ter ninguém, nem ao menos o cursor, para ajudar! Mas vamos lá, sou sua amiga e vou ajudá-lo. Vou te propor um tema: Por que eu sempre contrario uma amiga? rsrsrsrs Já sei, vc vai falar: Não, esse não é um bom tema Fefa! Hihihi! beijos!

19/07/2006 18:47

h1

Out of Imaginação…

18 julho, 2006

por_falha.gif
Comentários :
——————————————————————
[Trotta]
Bodas em Crise!

20/07/2006 13:36

[Ma]
Curti a idéia da imagem sobre “falta de idéia”.

19/07/2006 14:15

[Ricky]
Tem dias que o sol falha sim! 😀

19/07/2006 13:36

[Fefa]
Concordo com a Cláudia!

18/07/2006 20:31

[jujudeblu:::] [www.umclamor.blogspot.com]
Mal cheguei e já pego uma dessas! Puá! hehehehe

18/07/2006 15:23

[Claudia] [loucaporblog.blogspot.com]
Aff… tanta tecnologia tem hora que atrapalha…

18/07/2006 12:37

h1

Lembrar

12 julho, 2006

Ultimamente tive motivos pra pensar em algumas coisas.
Como você faz para se lembrar do rosto de uma pessoa queria?
Quem assistiu “O Resgate do Soldado Ryan” deve se lembrar de uma cena onde o tal James F. Ryan não consegue se lembrar dos rostos dos irmãos, e o Capitão John H. Miller o ajuda, falando pra ele lembrar de alguma coisa que eles fizeram juntos.
Eu gosto de lembrar destas coisas feitas junto das pessoas também! Ajuda a lembrar da maneira mais gostosa! Vêm junto todo o sentimento e emoção que se sente pela pessoa.
Mas fico pensando… Isso quando aplicado a alguém que já se foi, e principalmente quando você está no lugar onde a lembrança aconteceu…
É como um fantasma, parece que o lugar, e até as coisas que pertenceram estão impregnados de dela.
A lembrança cria esses fantasmas… E a mente da ação a eles através destas lembranças antigas e os colocando a sua volta.
Quantas vezes têm-se a nítida impressão que está até ouvindo uma pessoa te falar coisas, do tipo: Não faça isso, eu te avisei, estou com saudades, etc…
As pessoas que se vão, e mesmo a que ainda não foram, vivem na sua cabeça, com você o tempo todo! Fazendo às vezes até ter a sensação de que estão conosco em nossos passos, nas nossas decisões.
Às vezes esses fantasmas do passado nos fazem chorar e nos emocionar, e para os que ficam mais longe dos lugares onde esses viviam, existe ainda a sensação de que nada aconteceu, que tudo não passou de um sonho mal e que dá próxima vez que for até lá, tudo estará normal. Essa idéia é reconfortante até! O que até certo ponto não deixa de ser verdade.
Lá, onde essas pessoas queridas viviam, todas as lembranças vão estar fervilhando na cabeça. É como fazer parte de um filme do passado onde assistimos aos fatos e experiências que vivemos ali…
Sabe, penso que é até por isso que muitas pessoas vão os cemitérios. Naquele momento, elas se permitem lembrar de todas essas coisas vividas… Rir, chorar contar fatos pitorescos e engraçados…
Mas quando se sai do cemitério, não se permite mais estas lembranças… É preciso continuar e é bem mais fácil, veja bem não estou julgando nem nada, mas é bem mais fácil deixar reservado para este lugar essas lembranças, para deixar a mente livre no restante.
Não que seja possível se esquecer, mas…

Comentários :
——————————————————————
[Cel] [roffi@uol.com.br]
Lembra da cena neste mesmo filme da mãe…quando vê o carro oficial chegando… sua pernas já não aguentam… A maoior e a melhor lembrança é vc.

10/09/2006 22:19

[jujudeblu:::] [www.umclamor.blogspot.com]
Tão, uma vez tbm escrevi algo do tipo “como lembrar de alguém que vc não vê”? Basta UM momento, para que ele se torne inesquecível… as pessoas da internet, por ex, vc pode lembrar de conversas e tal, mas se nunca as viu, vc num tem UM momento, UM encontro, UM abraço e tals pra poder lembrar… Mas pode ser ruim pra alguns ter que lembrar de quem já se foi… meus avós e 1 tia que se foram, hj eu lembro e consigo conviver de boa com essa perda… mas tem alguns vivos que eu ainda num sei como superaria a ausência deles, nem como lembraria deles sem sentir dor…… // Valeu! 😉

18/07/2006 15:21

[Rodrigo]
Fiquei mais tocado com os comentários do que com o próprio texto em si. Escrevi para os outros, pra vcs! Ainda não sinto tudo o que escrevi, sobre os que já foram eu digo, mas como a fefa sinto sobre os vivos! Eu vejo o que acontece, observo ao meu redor e é daí que saiu o texto! Espero não ter machucado ninguém com o texto. Não foi a intenção.

18/07/2006 14:02

[Claudia] [loucaporblog.blogspot.com]
Puxa… esse post bateu fundo. O pior é que, quando mais a gente vive, mais fantasmas acumulamos.

18/07/2006 13:24

[Ricky]
Lembranças… lembro da minha vó com muito carinho. Ela foi praticamente a minha mãe. Música é um negócio que me tras lembranças da forma mais rápida possível. Gosto muito deste tipo de post sobre sentimentos e senssações. Grande abraço.

13/07/2006 18:52

[Ma]
Adorei seu texto… às vezes tenho essa sensação que vc descreveu, imaginando coisas que os vivos diriam… Infelizmente, não me lembro da minha mãe, tento, mas não consigo… olho as fotos e penso nela com carinho e fico imaginando histórias de acordo com as que ouço do meu pai, família e das amigas dela que me encontram e falam “Mas é a cara da mãe!”… (Aliás essa frase é engrçada… acho que sou meio a meio, pois muitos falam “É a cara do pai”… mas fugi do assunto… Lembro de um tio querido e divertido que se foi faz tempo… De outras pessoas não me lembro… de outras lembro… Tenho lembrado com mais frequencia da minha avó materna, que morreu recentemente… Acho que foi um alívio para ela, mas sinto muitas saudades e muita falta, pois nossa relação era próxima, visto que minha mãe, filha dela, morreu… E ainda fico triste, em alguns momentos… (continua abaixo).

12/07/2006 20:20

[Ma]
Mas, minhas recordações são no dia-a-dia… nunca vou a cemitérios para “visitar” ninguém, pois acredito que não há ninguém lá… só pó e ossos que, um dia, foram habitados pela alma de alguém, não me diz nada… Mentalizo pensamentos e situações, invento, direciono beijos e abraços para quem quero… e me sinto bem assim… É isso! Seu post me emocionou, e fez fluir em mim toda essa vontade de escrever… talvez merecesse um post no meu blog…. mas sem pressa e sem cobranças ou promessas… quem sabe… Beijos mil e obrigada por estar a meu lado!

12/07/2006 20:19

[Fefa]
Engraçado, eu não me lembro só das pessoas que se foram, me lembro também das que ainda estão por aqui, mas não vejo com tanta frequência, me lembro das que vi ontem, das que vejo sempre. Saudade é uma coisa boa para mim! Acho que é muito boa essa sensação, principalmente por ter história para contar! Adorei seu texto! bjs

12/07/2006 13:23

[Trotta]
Tenho essa sensação toda vez que vou ao Parque Ibirapuera. Em 100% das vezes, lembro da minha mãe me forçando a fazer exercícios quando eu era criançinho.

12/07/2006 11:43

h1

No Sotaques tb!

6 julho, 2006

Venho por meio desta informar e convidar aos presentes.
Sim por que eu aceitei o convite e apartir de agora também vou escrever vez ou neste outro blog.
Não pretendo abandonas o meu, longe disso.
Mas usar aquele espaço para fazer e escrever coisas que não consigo encaixar aqui!

Neste momento têm um texto meu lá!
Onde me apresento e falo sobre apelidos.
Visite e Comente!
rodrigo.gif
ps: O Link tá ao lado.
(Embaixo da Fefa e em cima da Mamy! :D)
Por Favor!

Comentários :
———————————————————————————
[Trotta]
Fiquei sabendo da sua participação no pobre e humilde Sotaques, hehehe! Fiquei feliz. ^_^

10/07/2006 13:18

[Fefa]
Eba! Mas não abandona aqui, hein?

08/07/2006 19:11

[Claudia] [loucaporblog.blogspot.com]
Puxa… agora que percebi meu link aqui… *vergonha*

08/07/2006 18:48

[Ricky]
Conheço muito bem essa historinha BodBogo! 😀 Abração!

07/07/2006 10:19

[Ma]
Legal… só não pode dar mais atenção àquele do que ao seu… Como “escreveu” seu nome nesse post? Paint? Ficou muito bom! Beijos!

06/07/2006 18:14