h1

Lógica Aplicada

16 janeiro, 2008

 

Vamos primeiros aos conceitos.

“Via expressa” é onde o próprio nome diz a coisa flui com maior velocidade.

“Via Local” por definição é uma via de acesso, ou seja, de pessoas que, ou querem entrar na expressa, ou querem sair dela.

 

É dado a você o poder de resolver uma situação “x” que é diminuir o número de acidentes nas Vias Expressa causados por motos.

 

Agora imagine comigo, pegando os conceitos acima e aplicando nessa situação…

Não é praticamente burrice pegar alguém que anda na Via Expressa e proibi-lo de usa-la e coloca-lo para andar na Via Local?

Você acha que isso vai resolver o problema?
Ou Muda-lo de lugar?

Pois é! O prefeito da terceira maior cidade do mundo vê a solução acima como a melhor a se aplicar.

Para ele é a solução perfeita. E a partir do dia 11 de fevereiro isso vai se torna realidade nas marginais de São Paulo.

Já Não bastasse isso, ele ainda quer copiar uma iniciativa Ilegal planejada por um vereador carioca que deve realmente ter um Q.I. Elevado.

Afinal é fato que aquele cidadão que está levando uma mulher na garupa ou um garoto, só está querendo disfarçar…

Ele é um assaltante perigoso e qual é a melhor maneira de lidar com isso?

Fazer com que ele não possa mais levar elementos de tão alta periculosidade na garupa! Claro! Evidente.

Imagine o trabalho de impedir ladrões de verdade de conseguirem armas, formarem comandos. Muito mais fácil proibir de carregar garupa! O aquecimento Global que vai gostar! Acho que devíamos aplicar isso a carros também! Só um passageiro com carro, Chega de ônibus e de metro! Todo mundo é obrigado por lei a ter um veiculo e usa-lo sozinho de agora em diante.

Tomara Deus que nenhum deles ouça essa ultima parte, afinal com cérebros como os deles… Eles podem até leva-la sério….

UpDate:

Essa matéria me foi mandada por um amigo e acho que merece ficar aqui como adendo…
O motociclista, o “garupa” e o assaltante

Anúncios

4 comentários

  1. O fato da motocicleta não ter quatro rodas não deve ser justificativa para impedi-la de circular (que proíbam a sua fabricação, então, oras!). É um meio muito mais barato (acessível e econômico).

    Proibir a garupa é um absurdo sem tamanho! E proibir o acesso a determinadas ruas também!

    Temos motoboys inconsequentes, sim, temos! Quem os cria são as empresas e seus consumidores, que exigem que seu produto esteja no lugar x à hora y, sem atrasos!Assim como tb temos motociclistas conscientes. E assim como tb temos motoristas de carro inconsequentes e outros conscientes.

    A saída não é proibir as coisas.Infelizmente, o brasileiro em geral é um povo mal-educado.Essas coisas só se resolvem com educação (do mais pobre até o mais rico).


  2. Oi Rodrigo, aqui é o Giba, o Kassab, da prefeitura

    Gostei da sua idéia, apareça aqui no gabinete para discutirmos melhor a estratégia p/ proibir os ônibus!

    Saudações Giba


  3. Que Gibinha mais simpático, nem parece aquele que xinga os desempregados de vagabundos, hahaha!

    Bodas, gosto mais desses seus textos autorais, viu? Não gosto tanto dos copiados de algum lugar.

    Abração!


  4. Caraca… a “lógica” dessa idéia me escapou meeesssmoooo!



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: